Abel Braga tem semana para ‘salvar semestre’ do Fluminense

Publicado em: 04/04/2018 às 07:40hs

Após eliminação na Copa do Brasil e Campeonato Carioca, treinador tricolor tem período de treinamentos para preparar a equipe visando a estreia na Copa Sul-Americana

Abel Braga com jogadores do Fluminense (Foto: LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C.)

Abel Braga com jogadores do Fluminense (Foto: LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C.) Foto: LANCE!

Com um calendário atípico por conta da Copa do Mundo da Rússia, o Fluminense terá pela frente uma importante semana de preparação visando as estreias na Sul-Americana e, mais à frente, no Brasileirão. Depois da eliminação no Campeonato Carioca, é apenas a segunda vez que o técnico Abel Braga tem a oportunidade de trabalhar com seus atletas por mais de 10 dias. A primeira foi após a não classificação na Taça Guanabara.
DOMÍNIOTERRA MÚSICAASSISTÊNCIABACKUPCURSO DE INGLÊSMAIL GIGANTECURSINHO ONLINEOFFICE 365E-MAIL PROFISSIONALTERRA ADSREFORÇO ESCOLAR
capaesporteslance!
Abel Braga tem semana para ‘salvar semestre’ do Fluminense
Após eliminação na Copa do Brasil e Campeonato Carioca, treinador tricolor tem período de treinamentos para preparar a equipe visando a estreia na Copa Sul-Americana

Com um calendário atípico por conta da Copa do Mundo da Rússia, o Fluminense terá pela frente uma importante semana de preparação visando as estreias na Sul-Americana e, mais à frente, no Brasileirão. Depois da eliminação no Campeonato Carioca, é apenas a segunda vez que o técnico Abel Braga tem a oportunidade de trabalhar com seus atletas por mais de 10 dias. A primeira foi após a não classificação na Taça Guanabara.

 

Fonte: O Lance

 
Abel evita ‘terra arrasada’ e vira a chave para estreia na Sul-Americana

Abel admite Vasco melhor que o Flu e passa a mirar Sul-Americana

Paulo Autuori diz que Estadual não é parâmetro para restante do ano

Abel exalta luta do Flu e diz que terá ‘equipe diferente’ na Taça Rio

Diante do Avaí, Abel Braga não quer time ansioso para tirar desvantagem

Abel terá dois dias de treinamentos integrais nesta semana no CT Pedro Antônio. A única vez que isso havia acontecido foi antes da Florida Cup. O treinador, no entanto, ainda trabalhava para encontrar seu time ideal e estava cercado por dúvidas.

Nesse momento, os titulares já estão, por hora, definidos. Portanto, a evolução das fraquezas apresentadas é o principal foco. As quedas na Copa do Brasil e no Estadual serviram de lições valiosas e Abel tem agora um período precioso para implantar mudanças. Com esse objetivo, o Flu fará um jogo-treino amanhã para testar seus comandados mais uma vez na prática.

A derrota para o Vasco na semifinal do Carioca caiu como um balde de água fria na animação do torcedor tricolor, que chegou a ter esperanças após a conquista da Taça Rio. A Sul-Americana tem seu peso por ser um título inédito e de expressão, além do Brasileiro ser uma longa missão, a princípio, para se manter na primeira divisão.

Abel Braga costuma bater sempre na tecla que não mudará o estilo de jogo do Tricolor, mas depois de mais uma eliminação em três meses, o sinal de alerta voltou a ser ligado para ele.

Trabalho coletivo é exaltado

Paulo Autuori, diretor de futebol do Fluminense, ressalta que o sucesso do trabalho não depende apenas de grandes nomes no elenco, mas, sim, de um trabalho coletivo, salientando o que vem sendo feito pelo técnico Abel Braga à frente da equipe. O dirigente lembrou ainda que é necessário um salto de qualidade para o restante da temporada, mas isso será feito a partir de nomes que já ganharam o crivo do treinador.

– Você pode ter grandes jogadores, mas não ter o trabalho coletivo que faça com que eles façam a diferença e ajudem a equipe a ganhar; e você pode não ter grandes jogadores e ter um trabalho coletivo que faça você atingir os objetivos. Temos uma equipe minimamente trabalhada e o que tem que ser feito é trazer jogadores para poder dar um salto de qualidade, senão é impossível. O salto de qualidade só é possível com a vinda de jogadores que o Abel ache necessário, com experiência e nível competitivo que ele tanto deseja – disse.

Autuori ressaltou ainda que os jogadores que a mescla entre jovens jogadores com alguns recém-chegados e outros que já estavam no grupo ‘deu liga’ neste começo de temporada.

– Terminamos o Carioca com jogadores jovens que o Abel lançou como Ibañez, Ayrton Lucas, Pedro, todos despontando. O Gilberto, que veio contratado caminhando para se solidificar, o Jádson completamente solidificado… Além de perfis de jogadores como o Richard, que se encaixa na ideia da captação do clube de ter jogadores com potencial dentro da nossa realidade.

Fonte: O Lance

Share

Pin It

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *