ALVO DA PF MOVIMENTOU BILHÕES CONFIADOS PELOS FUNDOS DE PENSÃO

Publicado: 13 de abril de 2018 às 00:00 – Atualizado às 09:19
SEGUNDO AS INVESTIGAÇÕES, EMPRESAS DE ARHUR PINHEIRO MACHADO MOVIMENTARAM MAIS DE R$2,8 BILHÕES. (FOTO: MARCELO CHELLO/CJPRESS/ESTADÃO CONTEÚDO)
ARTHUR PINHEIRO MACHADO É ALVO DE OPERAÇÕES SIMULTÂNEAS
Sócio de uma centena de empresas e no centro de duas investigações simultâneas da Polícia Federal e do Ministério Público Federal, Arthur Pinheiro Machado, preso na Operação Rizoma, movimentou mais de R$2,8 bilhões em negócios com fundos de pensão, até municipais. Tanto dinheiro seria suficiente para pagar à vista o sofisticado satélite de comunicações SGDC, que o Brasil comprou em suaves prestações. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.Oficialmente, o senador Renan Calheiros não aparece na investigação que tem como alvo o amigo Milton Lyra. Ou tudo estaria no STF.

Do tipo afável, Milton Lyra organizou várias degustações de vinho, com especialistas renomados e convidados de destaque na vida de Brasília.

Alvo da Rizoma, Marcelo Sereno dividiu com Waldomiro Diniz o protagonismo do primeiro escândalo de corrupção do governo Lula.

Fonte: Diário do Poder

Share

Pin It

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *