Compositor emplaca sambas há 25 anos na Sapucaí

Publicado em: 09/12/2017 às 07:hs

Cláudio Russo é um maiores vencedores de disputa de samba-enredo da atualidade. No Carnaval de 2018, quatro sambas dele serão defendidos no Grupo Especial e na Série A.

O compositor Cláudio Russo, um dos maiores compositores de sambas-enredos da atualidade, na Cidade do Samba (Foto: Alba Valéria Mendonça/G1)

O compositor Cláudio Russo, um dos maiores compositores de sambas-enredos da atualidade, na Cidade do Samba (Foto: Alba Valéria Mendonça/G1)

Ele chegou de mansinho. Com 17 anos, lourinho e jeito de roqueiro. E de cara, chegou a ser aconselhado a “tocar rock na esquina”. Mas passados 28 anos, o menino se transformou em fera. Aos 46 anos, Cláudio Russo é respeitado e reverenciado como um dos maiores compositores cariocas de samba-enredo da atualidade. Já teve mais de 30 sambas assinados desfilando em escolas do Grupo Especiais e das séries A e B. Só quatro foram encomendas das escolas.
No Carnaval 2018, mais quatro escolas vão se apresentar com sambas-enredo de Cláudio Russo. São elas: Paraíso do Tuiuti, no Grupo Especial, que foi encomendado pela escola, e Unidos de Padre Miguel, Inocentes de Belford Roxo e Renascer de Jacarepaguá, na Série A. E pela primeira vez, também este ano, vai ainda um pouco mais longe da Sapucaí: está assinando o samba-enredo de uma a argentina em Paso de los Libres.
Os puristas, que ainda pensam sem compositores como membro oriundos das bases das escolas, o veem com desconfiança. Mas com tranquilidade ele rebate:
“As escolas de samba se profissionalizaram. Segmentos, como ritmistas e baianas, desfilam em várias escolas. Outros, como mestre-sala e porta-bandeira e carnavalesco são contratados. Compositor não. Não ganho nada, só direitos autorais pelos sambas vencedores. Exigir exclusividade é uma bobagem”, defende o compositor que tem sim uma escola de coração e afirma já ter colaborado com o samba de outras escolas onde seu nome nunca apareceu.

Cláudio Russo é um dos autores do samba-enredo encomendado pela Paraíso do Tuiuti para o desfile do Grupo Especial no Carnaval 2018 (Foto: Alba Valéria Mendonça/G1)

Cláudio Russo é um dos autores do samba-enredo encomendado pela Paraíso do Tuiuti para o desfile do Grupo Especial no Carnaval 2018 (Foto: Alba Valéria Mendonça/G1)

Ele diz que de uns cinco anos para cá está vivendo a apoteose da criação. Mas também já amargou um período de três anos sem emplacar samba algum e sente que um dia toda essa criatividade vai arrefecer. Para isso, conta com a inspiração e diversificação de parceiros, como Moacyr Luz, a quem chama de gênio, André Diniz, que considera divino, entre muitos outros. Busca inspiração em grandes nomes do samba como David Corrêa, Didi e Sila de Oliveira, que tem como ídolo.
“Meu filho de 13 anos é meu maior crítico. Sempre que me vê compondo, me alerta para letras e melodias já fiz. Hoje estou no meu auge, mas um dia a criatividade vai acabar. Aí, deixo o samba-enredo, vou desfilar na Velha Guarda. Como compositor não para nunca, vou fazer samba, MPB, samba de roda. Meu maior sonho é ter uma música gravada por Alcione”, confessa o compositor, que cita como seus preferidos os sambas-enredos “Áfricas”, da Beija-Flor de 2007 e “O papel e o mar”, da Renascer de Jacarepaguá, de 2017, como seus preferidos.
Sambas de Cláudio Russo que já passaram pela Passarela do Samba
1993 – Portela
1994 – Portela
1997 – Em Cima da Hora
1999 – Em Cima da Hora
2001- Acadêmicos do Grande Rio
2004 -Beija-Flor de Nilópolis
2005 – Mocidade Unidad da Cidade de Deus
2006 – Renascer de Jacarepaguá
2007 – Beija-Flor de Nilópolis e Renascer de Jacarepaguá
2008 – Beija-Flor de Nilópolis e Inocentes de Belford Roxo
2009 – Corações Unidos do Amarelinho e Rosa de Ouro
2010 – Arrastão de Cascadura e Renascer de Jacarepaguá
2011 – Em Cima da Hora e Flor da Mina do Andaraí
2012 – Arrastão de Cascadura, Inocentes de Belford Roxo, Renascer de Jacarepaguá e Unidos de Vila Santa Tereza
2013 – Rosa de Ouro e União do Parque Curicica
2014 – Renascer de Jacarepaguá e União do Parque Curicica
2015 – Renascer de Jacarepaguá
2016 – Acadêmicos do Cubango, Paraíso do Tuiuti e Renascer de Jacarepaguá
2017- Acadêmicos de Santa Cruz, Estácio de Sá, Renascer de Jacarepaguá e Unidos de Padre Miguel
2018 – Paraíso do Tuiuti, Inocentes de Belford Roxo, Renascer de Jacarepaguá e Unidos de Padre Miguel
Fonte: G1.com

Share

Pin It

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *