Energia solar flutuante gera otimismo no setor e na economia

Publicado em: 03/08/2019 às 00:00 –

 

Esperança dos especialistas é que o presidente Bolsonaro tome gosto, ao inaugurar a primeira etapa da Usina Solar Fotovoltaica Flutuante, na Bahia

Painéis de energia fotovoltaica no reservatório de Sobrainho (BA) podem gerar até 1MWp. Foto: Chesf

A esperança dos especialistas em energia é que o presidente Jair Bolsonaro tome gosto, ao inaugurar nesta segunda-feira (5) a primeira etapa da Usina Solar Fotovoltaica Flutuante, no reservatório de Sobradinho (BA), e mande fazer outro projeto, de 3.5 gigawatts, na transposição do rio São Francisco. Esse novo projeto deverá gerar mais de 87 mil empregos no Nordeste, sobretudo em Pernambuco. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Em tempo de vacas raquíticas, detalhe fundamental: será totalmente privado o investimento de R$14 bilhões na nova usina solar flutuante.

Uma usina solar flutuante provocará brutal redução na conta de energia da transposição, que atualmente de R$ 500 milhões ao ano.

Com água, sol, terra e energia barata, o quadrilátero entre os canais da transposição, em Pernambuco, será a nova fronteira agrícola do Brasil.
Fonte: Diário do Poder

Share

Pin It

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *