Felipão recusou seleção paraguaia para comandar o Palmeiras

Publicado em: 10/08/2018 às 08:10hs

Na noite de quinta-feira, Felipão conquistou sua primeira vitória pelo Palmeiras. Após o duelo contra o Cerro Porteño, no Paraguai, o pentacampeão mundial afirmou só não assumiu a seleção local justamente por conta da proposta alviverde.

“Eu tive em contato por praticamente 20 dias com o presidente (Robert Harrison, da Federação Paraguaia). Meu procurador, Jorge Machado, conversou muito com ele, eu também. Ouvi, estava dialogando quando viria, com quem viria, de que forma eu faria o trabalho aqui, mas eu estava em Lisboa e tive a proposta do Palmeiras”, afirmou.

“Provavelmente eu iria assumir a seleção. Dois dias depois nós teríamos uma conversa definitiva. Ou eu iria até São Paulo ou o Robert iria até Lisboa para ser definitivo. Mas apareceu o Palmeiras e começamos a pensar no que eu queria. Ficou para uma próxima oportunidade”, completou o comandante.

Luiz Felipe Scolari estava sem clube desde o final de 2017, quando deixou o Guangzhou Evergrande-CHI. No período, ele recusou ofertas das seleções do Egito e Coréia do Sul. Em sua entrevista de apresentação, o pentacampeão mundial ainda revelou que o primeiro contato de Alexandre Mattos aconteceu durante a madrugada, quando Felipão já dormia em Portugal.

“Conversamos (com o Palmeiras) e é uma casa que tenho profundo apreço e optei por ficar no Palmeiras. Por outras razões, não só porque o Palmeiras é uma casa que me dá qualidade, mas para minha família, por outras coisas que tinha de definir. Tenho o maior carinho pelo presidente da Federação, agraço, desejo toda sorte, tive todas as informações com o Chiqui Arce e que fique para um a próxima. Quem sabe um dia podemos trabalhar juntos”, finalizou.

Fonte: Gazeta Esportiva

Share

Pin It

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *