Filipe Luís descarta titularidade e exalta maturidade da seleção na Copa

Publicado em: 03/07/2018 às 07:52hs

O triunfo do Brasil por 2 a 0 sobre o México, segunda-feira, em Samara, foi marcante para Filipe Luís. Aos 32 anos, o lateral-esquerdo teve sua primeira oportunidade como titular na seleção na Copa do Mundo e contribuiu para a classificação da equipe às quartas de final. Ele ocupou a vaga de Marcelo, poupado por ainda estar em recuperação de dores na região lombar, mas descartou a possibilidade de ser mantido na equipe para o confronto com a Bélgica, em Kazan, na sexta-feira.

“Esse não é o meu objetivo na Copa. Quero fazer o melhor possível para o time ganhar, dentro ou fora de campo. Foi bom para o Tite saber que quando precisar, não só eu, mas todo os jogadores do banco de reservas estão disponíveis para ajudar”, afirmou, também exaltando o desempenho dos suplentes quando são acionados por Tite.
O triunfo sobre o México não foi fácil de ser conquistado, especialmente no primeiro tempo, quando os adversários controlaram a parte inicial. E Filipe Luís acabou sendo um dos jogadores mais exigidos, pois Lozano foi escalado pelo técnico Juan Carlos Osorio no seu setor. Após o confronto, então, o lateral-esquerdo exaltou a maturidade da seleção para lidar com o momento complicado.

“Sabíamos que seria um jogo difícil, com um time que joga no mano a mano, se expõe muito, mas também tem um contra-ataque muito perigoso e jogadores de muita qualidade. O time soube controlar bem o jogo após a dificuldade inicial imposta pelo México e conseguiu se sair bem, conquistando a vitória”, afirmou.

Para essa retomada do Brasil no jogo, também pesou o reposicionamento tático da equipe em campo, o que incluiu um maior auxílio de Gabriel Jesus a Filipe Luís na marcação pelo lado esquerdo. E essa postura da equipe também foi exaltada por Filipe Luís. “A solidez do meio-campo faz a diferença, com a ajuda dos atacantes na marcação, como o Gabriel Jesus, que nos auxilia muito”, comentou.

Numa Copa em que várias seleções de peso, como Alemanha, Argentina e Espanha, já foram eliminadas, o Brasil segue firme na briga por mais um título mundial. Mas Filipe Luís rejeita o rótulo de favorito. “Estamos bem, mas cada jogo na Copa é decisivo. E em uma noite ruim, você fica fora. Então, não podemos subestimar ninguém. Vamos encarar tudo o que vier pela frente como uma final e sempre com muita humildade”, comentou.

 

 

Fonte: Terra

Share

Pin It

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *