Flamengo: retrospecto deixa título brasileiro ‘nas mãos’ nesta reta final

Publicado em: 28/10/2019 às 08h10

Nem mesmo as piores sequências de resultados do Rubro-Negro na história do Brasileirão são garantia para o Palmeiras.

A vitória magra sobre o CSA, no último domingo (27), levou o Flamengo a 67 pontos em sua campanha espetacular neste Brasileirão. O gol anotado por Arrascaeta e as defesas de Diego Alves fizeram com que o time atual igualasse a pontuação total que o clube teve em 2009, quando conquistou o título nacional pela última vez.
Existem dois extremos aí: desde a adoção dos pontos corridos, em 2003, nenhuma equipe pontuou tanto após 28 rodadas, enquanto 2009 teve o campeão com a menor pontuação na história. O Flamengo de uma década atrás teve grandes méritos, do contrário não terminaria levantando a taça, mas também aproveitou uma queda inimaginável dos times que estavam à sua frente.
A grande coincidência é que o líder e favorito ao título após 28 rodadas no Brasileirão de 2009 era o Palmeiras, que tinha dez pontos de diferença em relação ao Flamengo (54 a 44). Justamente a distância atual que separa os dois primeiros colocados na tabela de 2019. A diferença é que entre o Alviverde e o Rubro-Negro também tinham quatro equipes: os cariocas estavam na sexta posição e tinham Goiás, Atlético-MG, Inter e São Paulo em sua frente.

Ou seja: o Fla não contou exclusivamente com derrapadas do Palmeiras, já que outros times mais bem colocados poderiam ter aproveitado a situação. Também é um cenário que ajuda a desenhar a superioridade que a equipe treinada por Jorge Jesus apresenta perante as outras 19 nesta edição do certame.

Mas é uma narrativa que alimenta a esperança para torcedores palmeirenses. Afinal de contas, o futebol é terra fértil para o impossível. E como, matematicamente, um título do Palmeiras ainda não é impossível (embora aqui estejamos ignorando a matemática para descartar outras equipes que ainda têm chances estatísticas) não há nada de errado no torcedor que simplesmente acredita.
Restando dez rodadas para o término deste Brasileirão, você ainda tem margem para imaginar inúmeros acontecimentos que tirariam o título dos cariocas para deixa-lo nas mãos dos paulistas: se o Flamengo empatar todos os seus compromissos restantes e o Palmeiras ganhar todos, o Alviverde seria campeão; na verdade, dentro desta situação o time de Mano Menezes ultrapassaria o de Jorge Jesus com sete vitórias.

A melhor sequência de vitórias do Palmeiras em Brasileirões aconteceu em 1993, quando o time que seria campeão acumulou oito triunfos consecutivos: se repetisse esta marca isolada, ainda que perdesse os outros dois jogos restantes, terminaria a atual campanha com 81 pontos. Em 2000, o Flamengo foi derrotado em cinco partidas consecutivas: é a pior marca do clube carioca na competição e mesmo se ela for repetida o time de Jorge Jesus precisaria vencer a outra metade restante de rodadas e ainda assim chegaria a 82 pontos – ou seja, ainda teria chances.
Se o Flamengo, do nada, não vencer mais até o fim deste Brasileirão terá igualado o seu maior jejum sem vitórias no campeonato – em 2011 acumulou cinco derrotas e o mesmo número de empates consecutivamente. Caso aconteça, terminaria a edição 2019 com 72 pontos e também abriria uma chance para o Palmeiras.

Mas sabemos que não é simples.

Afinal de contas, se o Palmeiras de 2009 apresentou decadência nos últimos meses daquele ano o Flamengo de hoje aparenta estar em seu ápice completo. Para imaginar o Alviverde campeão, não bastaria ver o time de Mano Menezes se colocar como um dos maiores da história no Brasileirão: o time de Jorge Jesus teria que ser um dos piores na história do Rubro-Negro.

É uma realidade muito difícil de acontecer.

 

 

Fonte: O Lance

Share

Pin It

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *