Por marca de 70 pontos já na 29ª rodada, Flamengo encara o Goiás no Serra Dourada

publicado em: 31/10/2019 às 08h12

Quando se sagrou campeão nacional pela última vez, em 2009, o Flamengo garantiu o título apenas na jornada final do Brasileirão, na qual atingiu os mesmos 67 pontos que contabiliza atualmente. Nesta quinta-feira, às 20 horas, contra o Goiás, no Estádio Serra Dourada, em Goiânia, o time rubro-negro terá a chance de alcançar a marca de 70 pontos já na 29ª rodada desta edição da competição nacional.
Um triunfo servirá para a equipe carioca manter a sua enorme vantagem na liderança do torneio nacional e dar mais um passo para a conquista do título, que hoje parece uma questão de tempo, tendo em vista o poderio do time e o ótimo futebol que vem sendo apresentado pelos comandados do técnico Jorge Jesus.

Publicidade

powered by Rubicon Project

Para o jogo desta quinta, o Flamengo não poderá contar com o goleiro Diego Alves, confirmado como desfalque nesta quarta por causa de uma entorse no joelho direito, sofrida na vitória por 1 a 0 sobre o CSA, no último domingo, no Maracanã.

O jogador será a única baixa da equipe e deverá ser substituído por César. Gabriel Batista, também incluído na lista de relacionados para a partida em Goiânia, é a outra opção de Jorge Jesus para a meta flamenguista. Outra novidade na escalação rubro-negra será a volta do zagueiro Pablo Marí, que cumpriu suspensão na rodada passada.

Garantido como titular nesta quinta, o meia Everton Ribeiro procurou conter a euforia ao projetar a partida contra o Goiás, embora reconheça que o Flamengo voltará a defender o seu favoritismo. Ele aposta em uma partida difícil no Serra Dourada e fez um alerta aos seus companheiros.

“O Brasileiro é sempre muito competitivo. Todos querem enfrentar o Flamengo. É um jogo que vai ser pegado e temos que ter atenção para sair com o nosso objetivo, que é a vitória. A gente fica ansioso para chegar ao final do campeonato e ser campeão, que é o que interessa. O jogo mais importante é sempre o próximo. Isso que nós deu essa vantagem até aqui, e assim que vamos pensar até o final”, afirmou o jogador, em entrevista coletiva nesta quarta-feira.

Com 67 pontos, o Flamengo ainda tem 30 a disputar nos dez jogos que fará nesta reta final do Brasileirão. E embora esteja focado em sua campanha na competição, o time sabe que é impossível não pensar diariamente na esperada final da Copa Libertadores, no próximo dia 23 de novembro, contra o River Plate, em Santiago, no Chile.

Ao comentar o confronto decisivo, Everton Ribeiro exaltou a grande ansiedade dos torcedores flamenguistas e previu apoio em peso para a sua equipe na capital chilena. “O que eu mais recebo na rede social é pedido de ingresso. Muita gente querendo estar com a gente no Chile. Meus familiares vão estar comigo lá. A torcida do Flamengo é imensa, a procura é grande e acaba ficando pequeno. Mas sabemos que a torcida pela gente vai ser muito grande em qualquer lugar”, disse o atleta.

Goiás aposta em três atacantes
O técnico Ney Franco resolveu encarar o Flamengo de igual para igual. O treinador revelou que escalará o Goiás com três atacantes. O time esmeraldino terá força máxima, sendo a principal novidade o retorno do volante Gilberto, um dos pilares da sua campanha neste Campeonato Brasileiro.

Após desfalcar o time nas últimas rodadas, Gilberto se recuperou de lesão e treinou normalmente ao longo da semana. O jogador formará o trio de meio de campo com Yago Felipe e Léo Sena. Já o ataque contará com Michael, Rafael Moura e Leandro Barcia.

“A gente vai fazer de tudo para ganhar esse jogo. Temos consciência do futebol que vem sendo apresentado pelo Flamengo. Não estão brigando pelo título à toa. Mas confio no potencial da nossa equipe, dos nossos jogadores, e sabemos que podemos conquistar os três pontos. Vamos jogar para vencer”, disse o técnico Ney Franco.

O treinador falou também sobre a importância do estádio cheio para o duelo contra o Flamengo. Após receber uma orientação da Polícia Militar, a diretoria do Goiás resolveu dar 50% da carga de ingressos para os torcedores do time carioca, que esgotaram a carga. A expectativa é de um Serra Dourada lotado.

“Acho que a decisão foi acertada. Se não fosse liberado o espaço para a torcida do Flamengo, jogaríamos com 16 mil pessoas no estádio. Com a liberação, vamos ter o estádio cheio, que ajudará o Goiás financeiramente. Dentro de campo não muda nada. É gostoso jogar com o estádio lotado. O Serra não fica assim há anos”, finalizou o treinador.

 

 

Fonte: O Lance

Share

Pin It

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *