Veja o raio-x dos duelos que decidem os finalistas da Copa do Brasil!

Publicado em: 04/09/2019 às 08h10

Athletico-PR x Grêmio e Inter x Cruzeiro decidem, nesta quarta, quem disputará a grande final! Veja o histórico dos confrontos, onde assistir, premiação e tudo mais sobre os jogos!

Dupla Grenal tem a vantagem nos seus confrontos (Lucas Uebel/Grêmio; Bruno Haddad/Cruzeiro)

Dupla Grenal tem a vantagem nos seus confrontos (Lucas Uebel/Grêmio; Bruno Haddad/Cruzeiro) Foto: Lance!

Nesta quarta-feira serão conhecidos os finalistas da Copa do Brasil deste ano. De um lado, Grêmio e Athletico brigam por uma vaga, às 19h30, na Arena da Baixada, enquanto Internacional e Cruzeiro estão na outra chave e jogam às 21h30, no Beira-Rio. A dupla Gre-Nal conseguiu a vantagem no primeiro jogo. Veja o raio-X destes grandes confrontos!
No jogo de ida, na Arena do Grêmio, o Tricolor fez 2 a 0 sobre o Athletico, com gols de André e Jean Pyerre. Agora, o Furacão precisa vencer por três gols de diferença para avançar direto. Se vencer por dois gols, a decisão vai para os pênaltis.

No Mineirão, no confronto de ida, o Inter jogou melhor e fez 1 a 0 sobre o Cruzeiro, com gol de Edenílson. Agora, no Beira-Rio, a Raposa precisa vencer por dois gols de diferença para ir à final. Se vencer por um gol, a decisão vai para os pênaltis.
HISTÓRICO DOS CONFRONTOS

Grêmio tem vantagem no histórico contra o Furacão (Divulgação/CBF)

Entre Grêmio e Athletico, o Tricolor leva uma grande vantagem. Em 71 jogos, foram 34 vitórias do time gaúcho, 16 do Furacão e 21 empates. Na Arena da Baixada, a vantagem é do Furacão. Sete vitórias para os donos do local do confronto desta quarta contra cinco dos visitantes, além de outros sete empates.

O confronto entre Internacional e Cruzeiro é mais equilibrado, mas o Colorado tem uma pequena vantagem. Em 83 jogos, o Inter tem 31 vitórias, contra 29 da Raposa e 23 empates. No Beira-Rio, a vantagem do time gaúcho é ainda maior. São 20 vitórias contra 7 do Cruzeiro, além de nove empates.

COMO CHEGAM AS EQUIPES

Rogério assumiu o Cruzeiro (Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro)

Além da vantagem no placar, o Grêmio conta com a sua boa fase. Na última semana, se classificou para a semifinal da Libertadores ao vencer o Palmeiras, no Pacaembu. No sábado, pelo Brasileiro, com os reservas, empatou em 0 a 0 com o São Paulo, no Morumbi. Depois do jogo de ida, o Furacão teve quatro jogos: venceu dois e perdeu dois. No último sábado, fez 1 a 0 sobre o Ceará, em casa.

O Cruzeiro mudou muito após o primeiro jogo contra o Inter. Logo após a partida, Mano Menezes deixou o clube. Depois do empate em em 2 a 2 com o Avaí, Rogério Ceni assumiu o time e fez três jogos: duas vitórias e um empate. No último domingo, fez 1 a 0 sobre o Vasco. Já o Inter vive um momento irregular. Foi eliminado da Libertadores pelo Flamengo. No Brasileiro, vem de vitória por 3 a 2 sobre o Botafogo.

PREMIAÇÃO

Campeão vai levar R$ 64,3 milhões (Eduardo Carmim/PhotoPremium)

Os times que avançarem para a final já garantem no mínimo, R$ 20 milhões, que é o prêmio dado ao vice-campeão. O vencedor da final leva R$ 50 milhões só pelo título. No total, os quatro times que estão na semifinal podem sair com até R$ 64,35 milhões, em caso de título.

TÍTULOS
O Cruzeiro é o maior campeão da Copa do Brasil, com seis títulos (1993, 1996, 2000, 2003, 2017 e 2018). O Grêmio vem logo atrás, com cinco (1989, 1994, 1997, 2001 e 2016). O Inter tem o título de 1992. Já o Athletico ainda não conseguiu levantar a taça da competição, tendo apenas um vice-campeonato, em 2013, quando perdeu para o Flamengo.

CURIOSIDADES

Grêmio e Furacão tem histórico recente na Copa (Arquivo Lance!)

Athletico-PR e Grêmio têm se encontrado com alguma frequência nos últimos anos pela Copa do Brasil. Em 2013, o Athletico eliminou o Grêmio na semifinal. Em 2016, foi a vez do Grêmio levar a melhor e eliminar o Furacão nas oitavas. No ano seguinte, o Tricolor levou a melhor, de novo, mas nas quartas.

O Cruzeiro tem um significativo e incômodo tabu contra o Internacional, em Porto Alegre. Desde que o Beira-Rio foi reaberto, após as obras para a Copa de 2014, a Raposa ainda não venceu o Colorado na sua casa. Foram quatro partidas, com três vitórias do Inter e um empate.

 
Fonte: O Lance

Share

Pin It

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *